Discernindo o Corpo de Cristo

Quando meditamos na primeira carta do apóstolo Paulo aos Coríntios, temos uma revelação impressionante:

Portanto, todo aquele que comer do pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor. 1 Coríntios 11:27 - NVI

Havia naqueles dias uma prática na Igreja, chamada festa da caridade ou festa de amor. Em Judas, referindo-se a estas festas, está escrito:

Esses homens são rochas submersas nas festas de fraternidade que vocês fazem, comendo com vocês de maneira desonrosa. São pastores que só cuidam de si mesmos. São nuvens sem água, impelidas pelo vento; árvores de outono, sem frutos, duas vezes mortas, arrancadas pela raiz. Judas 1:12 - NVI

Nas festas de celebração à ceia do Senhor, naqueles dias, acontecia algo semelhante. Era comum as pessoas trazerem comida para esse momento, mas muitas pessoas se serviam antes que todos chegassem e não dividiam com os irmãos carentes que não tinham nada para trazer. Por isso, alguns comiam bastante e outros ficavam sem comer.

O Apóstolo Paulo os repreendeu na sua primeira carta aos Coríntios, dizendo:

Pois, assim como a mulher proveio do homem, também o homem nasce da mulher. Mas tudo provém de Deus. 1 Coríntios 11:12 - NVI

Paulo os repreendeu por estarem desprezando os irmãos mais pobres. Pois esse desprezo a alguns membros é como se estivessem desprezando toda a Igreja de Deus.

A Ceia do Senhor é a verdadeira festa de amor, onde todos devem ser tratados, igualmente. Aqui provamos que amamos a Deus a quem não vemos, amando nossos irmãos a quem vemos. Servimos como reis e nos relacionamos como sacerdotes.

Pio Carvalho

Endereço:

Rua Eng. Niepce da Silva, 139,

Portão, Curitiba

Telefone:

(41) 3015-8289